O que é business agility? Saiba como lidar com mudanças do mercado

O business agility é um conceito indispensável para as empresas nos dias de hoje. Com ele, as organizações terão os meios de reter mais clientes e aprimorar — ou até mesmo mudar — radicalmente os seus processos internos. Dado o contexto, vale salientar que as empresas que não foram concebidas com o mindset digital terão mais dificuldades de sobreviver a esse cenário.

Em contrapartida, as startups tendem a se sobressair bem, uma vez que foram criadas com uma base tecnológica sólida. Apesar de ser um desafio para as empresas mais antigas, é totalmente possível se inserir nessa essa nova realidade. O business agility é justamente uma forma de se alcançar o sucesso duradouro do negócio.

Continue a leitura do nosso artigo e entenda melhor como o business agility pode ser incorporado às rotinas do seu negócio!

O que é business agility?

Em poucas palavras, o termo business agility significa a capacidade de adaptação das empresas às várias mudanças no mercado. Mesmo uma companhia que está consolidada há bastante tempo não pode se acomodar, visto que a concorrência com as empresas startups tende a aumentar.

As organizações que se estabeleceram antes da transformação digital devem ter em mente que os seus processos precisam ser repensados e, dependendo da circunstância, até mesmo redesenhados. Isso porque os gargalos e ineficiências nos processos produtivos devem ser identificados e mitigados, uma vez que são fontes de ineficiência e menor produtividade.

Origem do business agility

O business agility surgiu dentro do desenvolvimento de software, uma vez que se buscava formas de aumentar a interação entre os clientes e os profissionais responsáveis por um projeto. A abordagem mais utilizada no setor era a metodologia em cascata, ou Waterfall, e notou-se que, em determinadas situações, desenvolver softwares de forma engessada poderia impactar negativamente na qualidade do produto final.

O uso de metodologias como o Scrum fez com que isso mudasse. Em vez de focar estritamente no projeto, a proposta agora é trabalhar com o conceito de sprints, que dizem respeito à entrega contínua de funcionalidades de uma aplicação.

Com isso, o cliente passa a interagir continuamente com a equipe durante todas as etapas de desenvolvimento. Com o passar do tempo, o business agility começou a ser usado em diversas outras áreas.

Como lidar com as mudanças de mercado?

A implementação do business agility na empresa implica diversas melhorias. Para isso, é preciso seguir algumas etapas, de modo a assegurar a efetividade dessa metodologia. Acompanhe as subseções a seguir e saiba como proceder para se beneficiar do business agility.

Enxergar o negócio como uma startup

Como foi falado, uma startup é uma empresa concebida com o mindset digital. Isso significa, na prática, entre outras coisas, um negócio ágil, flexível e escalável. Mesmo que uma organização tenha processos mais tradicionais, pensar como uma startup é de grande utilidade, uma vez que permite avaliar todos os gargalos operacionais e desperdícios com riqueza de detalhes, no intuito de otimizar e agilizar os processos da companhia.

Powered by Rock Convert

Processos de negócios

Reforçando o que foi dito há pouco, é de grande importância mapear os processos da empresa. Desse modo, é possível identificar os pontos de desperdício e definir tudo aquilo que pode ser automatizado ou eliminado. Muitas vezes, a ineficiência está em rotinas manuais e repetitivas, bem como na dificuldade de comunicação entre os colaboradores de cada departamento.

Setor de TI capacitado para lidar com o business agility

O aporte de soluções tecnológicas é fundamental para o sucesso do business agility. A escolha correta dos softwares dependerá diretamente do mapeamento de processos. Com isso, havendo rotinas a serem automatizadas, os profissionais do setor terão como escolher e personalizar a solução, de modo a atender às necessidades do negócio.

Agilidade comercial e nos negócios

A comunicação entre gestores e colaboradores também é um elemento indispensável do business agility. Na prática, devem existir feedbacks, programas de recompensa e o não engessamento hierárquico. Em outras palavras, a comunicação deve ser a mais livre possível, de modo que os colaboradores tenham autonomia para novas ideias para o negócio.

Feito esse trabalho interno, maiores serão as chances de isso refletir positivamente no atendimento aos clientes. Além da empatia, os colaboradores serão ágeis e saberão lidar melhor com as demandas provenientes dos consumidores.

Quais os desafios enfrentados pelas empresas?

Para que uma empresa se torne inserida no contexto da transformação digital é preciso que ela se volte para os seus processos e busque automatizar ou eliminar aqueles que representam desperdícios. Nesse sentido, existem alguns desafios a serem superados, os quais você pode conferir nas subseções a seguir.

Reconhecimento da situação

O mapeamento dos processos internos dá uma boa visão das forças e fraquezas do negócio. Além disso, é de grande importância ter em mente que o business agility pode não se encaixar em todos os setores da companhia. O mais importante é reduzir as rotinas burocráticas e ter o foco no cliente por meio da busca pela excelência do atendimento.

Cultura organizacional

Toda empresa deve ter uma cultura organizacional definida. Entretanto, pode acontecer de ela não ser mais adequada à realidade da companhia e do mercado. Em outras palavras, se a cultura for baseada em burocracia e processos engessados, por exemplo, a organização terá dificuldades em mudar o seu mindset e implementar uma cultura de dados, que requer softwares, bem como colaboradores treinados e com visão estratégica.

Dividir um objetivo em várias metas

Quando uma companhia adota o business agility, ela começa a enxergar um projeto complexo em várias partes menores. Pensar dessa forma facilita não só o gerenciamento, como também a entrega contínuas de resultados ao cliente.

Nesse sentido, o Scrum é uma metodologia ágil bastante útil, uma vez que tem maior foco no cliente e menos na execução linear de um projeto. Portanto, mudar essa mentalidade pode ser um desafio para muitos gestores, principalmente se a empresa existe desde antes da transformação digital.

Para otimizar processos e reter clientes, o business agility é uma metodologia essencial. Com ele, as empresas têm mais facilidade em adentrar na transformação digital e se manterem competitivas no mercado, bem como de explorar novas oportunidades de negócios e atrair novos públicos consumidores.

Viu como o business agility pode gerar melhorias profundas ao seu negócio? Aproveite a visita no blog da GO.K e compartilhe este conteúdo nas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.