Inovação disruptiva: entenda o que é e como se diferencia da tradicional

Quem nasceu há mais tempo consegue enxergar melhor como a inovação disruptiva impactou o mundo. Quem imaginaria poder fazer praticamente tudo pelo celular, desde tirar fotos até realizar transações financeiras? Esse é apenas um exemplo de como a tecnologia avançou nos últimos anos.

Apesar de muitas novas soluções, isso está longe do fim. Ainda surgirão diversas outras tecnologias disruptivas e em um pequeno intervalo de tempo, de modo a gerar comodidade, praticidade e vários outros benefícios para as pessoas e para as empresas.

Quer saber mais sobre a inovação disruptiva? Continue a leitura do nosso artigo até o final!

O que é inovação disruptiva?

Em poucas palavras, a inovação disruptiva consiste em um produto, serviço ou tecnologia que passou por uma série de mudanças, a ponto de tornar obsoleta uma solução já consolidada. Para ocorrer a disrupção, é preciso que os hábitos de consumo sofram uma mudança considerável, de forma a proporcionar não só mais praticidade e comodidade, mas também acessibilidade a pessoas com menor poder aquisitivo.

Mesmo que determinada empresa não tenha tantos recursos, é possível que ela seja disruptiva. Se os seus profissionais forem arrojados e tiverem uma boa visão de negócio, pode surgir uma solução de impacto e que, em pouco tempo, se torne acessível para um grande número de pessoas.

A seguir, entenda melhor o funcionamento e os fundamentos da inovação disruptiva.

Modelo de negócio

A inovação disruptiva passa necessariamente por uma mudança profunda no modelo de negócios. Isso porque o termo se refere ao conjunto de práticas que uma empresa adota para que os seus produtos se tornem conhecidos e, portanto, vendáveis.

Processos

Uma consequência imediata de um novo modelo de negócio é a mudança nos processos. De nada adianta uma solução disruptiva que é produzida seguindo etapas engessadas ou que tenham gargalos. Então, também deve ser feito o redesenho dos processos, inclusive em relação à escalabilidade de uma solução, o que impacta o valor final para o consumidor.

Melhorias

A usabilidade de uma solução é um fator decisivo para que ela seja considerada disruptiva. Em outras palavras, é preciso que o consumidor tenha benefícios concretos, de modo que a tecnologia antiga usada por ele se torne obsoleta.

Quais as diferenças entre a inovação disruptiva e a tradicional?

A inovação disruptiva consiste em um novo modelo de negócios e, consequentemente, em novos processos. Além disso, os concorrentes se veem desestabilizados, já que agora estão se deparando com uma solução não somente disruptiva, mas também mais barata e com um maior valor agregado.

A abordagem tradicional, por sua vez, é caracterizada pelo caráter incremental. Em outras palavras, embora os seus processos sejam constantemente aprimorados, isso ainda não aponta para uma disrupção. A inovação tradicional preza pelo aumento do ciclo de vida de uma solução, que é constituído por:

Powered by Rock Convert
  • introdução;
  • crescimento;
  • maturidade;
  • declínio.

Quais os exemplos de sucesso na aplicação da inovação disruptiva?

Agora que você sabe o conceito de inovação disruptiva e seus principais fundamentos, chegou a hora de conhecer alguns dos seus cases de sucesso.

Netflix

Foi-se o tempo em que as pessoas tinham que ir até as locadoras para alugarem filmes. Essa prática perdeu espaço com o surgimento dos serviços de streaming, como a Netflix. Os donos de locadoras se viram fortemente ameaçados, tanto é que esse tipo de estabelecimento praticamente deixou de existir.

A própria Netflix, no início, alugava DVDs de forma online. Após uma mudança profunda em seu modelo de negócio e nos processos, a empresa trouxe uma grande disrupção no mercado. Houve uma queda nos preços e, consequentemente, um aumento na comodidade e na satisfação dos consumidores.

Nubank

Embora os bancos tradicionais não tenham sido tão afetados pela concorrência com o Nubank (como no caso das locadoras), o fato é que essa startup fornece serviços a preços bastante acessíveis ao público. Uma das vantagens do serviço é o não pagamento de anuidade, uma vez que as operações são online — portanto, com menos custos.

Spotify

As lojas de discos e CDs foram bastante afetadas pelo surgimento do Spotify. Assim como a Netflix, o aplicativo funciona como um serviço de streaming voltado para músicas. Além disso, é possível usá-lo para ter acesso a outros tipos de conteúdos, como podcasts e audiobooks.

WhatsApp

Em pouco tempo, praticamente todas as pessoas e empresas passaram a usar o WhatsApp. Como o aplicativo é um meio de trocar mensagens de forma instantânea, muitas organizações o utilizam para atendimento ao cliente, inclusive com chatbots, que são soluções automatizadas capazes de resolver as dúvidas mais recorrentes dos consumidores.

Airbnb

O Airbnb é um aplicativo responsável por intermediar a negociação entre pessoas e proprietários de imóveis para fins de locação. Com isso, hotéis e outros estabelecimentos do tipo passaram a sofrer uma pesada concorrência, o que os força a procurarem meios de baratear os seus serviços para não perderem espaço no mercado.

Kodak

A Kodak não podia faltar nesta lista de soluções disruptivas. Isso porque ela trouxe a inovação e depois foi suprimida por ela própria. Apesar de ter revolucionado o mercado com a câmera digital, com o passar do tempo, surgiu a forte concorrência com as câmeras de celulares — cada vez mais potentes.

Lojas Pernambucanas

A Pernambucanas é uma empresa do varejo consolidada há bastante tempo no mercado. Entretanto, ela viu na inovação disruptiva um meio de se modernizar e de trazer mais comodidade e satisfação aos clientes. Nisso, passou a adotar soluções como um aplicativo de emissão de cartões, o Wi-Fi nas lojas e o uso de tablets para emissão e pagamento de cartões. A consequência foi que as vendas da empresa aumentaram.

A proposta da inovação disruptiva é garantir praticidade, comodidade e diversos outros benefícios para pessoas e empresas. Se você está à procura de uma consultoria de inovação digital, saiba que a GO.K conduz o seu negócio a adotar, além de estratégias digitais, o desenvolvimento, a implementação e a gestão da operação.

Agora que você entendeu o que é a inovação disruptiva, que tal investir nela para se juntar aos cases de sucesso citados acima? Entre em contato com a GO.K e veja como podemos auxiliar seu negócio por meio de uma consultoria digital!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.