Entenda o conceito de inovação aberta e quais são seus benefícios

A inovação aberta, ou open innovation, é um termo que foi criado por Henry Chesbrough, um professor dos Estados Unidos. Esse é um paradigma que pode ser considerado disruptivo, uma vez que vem ao encontro da abordagem tradicional da inovação.

Em um mundo cada vez mais conectado, a ideia por trás da inovação aberta passa a fazer mais sentido para as organizações. Isso porque, como será visto, implica em diversos benefícios. Falando de outra forma, as companhias estão começando a entender que precisam também buscar referências e ideias fora de suas dependências.

Para aumentar os seus conhecimentos, continue a leitura do nosso artigo e fique por dentro da inovação aberta!

O que é inovação aberta?

Para o professor Henry Chesbrough, a inovação aberta consiste em promover uma maior colaboração entre as empresas. A princípio, esse paradigma não é muito fácil de ser aceito no mundo corporativo, visto as questões referentes com a propriedade intelectual e os investimentos que as companhias fazem com pesquisa e desenvolvimento.

Entretanto, como o mundo está cada vez mais conectado, não faz mais tanto sentido uma empresa ficar tão fechada. O significado prático disso é que as fronteiras do conhecimento estão cada vez mais abertas, de modo a incentivar o intercâmbio de informações que sejam úteis na concepção de novas soluções.

Quais as diferenças entre inovação aberta e fechada?

Vale aqui salientar que há uma diferenciação sensível entre a inovação aberta e fechada. Basicamente, elas diferem na maneira como uma solução é concebida. No caso da inovação fechada, todas as etapas do processo produtivo são feitas dentro dos limites da organização e por colaboradores internos, isso com pouca ou nenhuma comunicação com outras empresas, ou órgãos externos.

Já no caso da inovação aberta, conforme estamos discorrendo, ocorre justamente o contrário. Há um grande fluxo de informação e conhecimento entre empresas, o que também pode incluir órgãos ligados ao governo. Além disso, o nível de colaboração é um pouco maior, demandando, portanto, uma quantidade maior de profissionais do que uma empresa tem em seu quadro de funcionários.

Vale também salientar que a inovação fechada não é algo barato e que está começando a perder espaço para a open innovation. Para se manter competitiva, uma empresa precisa contar com profissionais bastante capacitados, o que pode elevar bastante os seus custos. Atualmente, o que podemos presenciar é uma transição da inovação fechada para a aberta dentro das organizações.

Quais os principais benefícios da inovação aberta?

A essa altura você já deve ter entendido sobre o que é a open innovation e as diferenças em relação à inovação fechada, não é? Acompanhe as subseções a seguir e conheça as principais vantagens desse paradigma!

Criação de novos mercados

A inovação aberta permite a criação de produtos com alto valor agregado e que podem ser também disruptivos. Dessa forma, novos mercados consumidores acabam surgindo, uma vez que as pessoas estão em busca de novas soluções que sejam úteis ao dia a dia.

Processo interno inovador

Todo o fluxo de conhecimento externo promovido pela inovação aberta pode fazer com que a empresa acabe por incorporá-los em suas dependências. Dessa forma, tudo aquilo que ela absorveu por meio do contato com outras organizações passa a ser usado internamente. Nesse cenário, pode-se observar que algumas empresas optaram simultaneamente tanto pela inovação aberta como pela fechada.

Powered by Rock Convert

Menor risco de um produto ser rejeitado

O objetivo de toda empresa é entregar um produto ou serviço que tenha qualidade e alto valor agregado. Por meio da inovação aberta, os riscos de uma solução ser rejeitada pelos consumidores podem diminuir consideravelmente.

Democratização de ideias

A informação passou a ser algo de fácil acesso, graças à difusão da Internet, que se tornou mais acessível para uma grande parcela da população. Nesse sentido, a democratização das ideias é outro benefício importante da inovação aberta, uma vez que permite o acesso e, consequentemente, a concepção de novas ideias e soluções.

Redução do tempo entre o desenvolvimento e a comercialização

Por conta do encurtamento do ciclo de vida de um produto e da concorrência elevada, as empresas que reduzem o tempo entre o desenvolvimento e a comercialização tendem a ter uma maior vantagem competitiva. Na prática, isso significa que quando a companhia tem parceiros de inovação, o trabalho passa a ser mais diluído entre os colaboradores, diminuindo, portanto, o tempo de conclusão.

Além disso, as parcerias de inovação ajudam a empresa a ter um melhor entendimento acerca daquilo que o mercado exige em termos de tecnologia, fazendo com que ela consiga se adaptar mais rapidamente às mudanças que possam ocorrer.

Networking

Uma outra desvantagem da inovação fechada diz respeito a uma maior limitação no networking dos colaboradores. Em outras palavras, os profissionais mantêm contato somente com pessoas de dentro da companhia onde trabalha.

Com a open innovation, no entanto, o colaborador passa a expandir bastante a sua rede de contatos, trocando conhecimentos com profissionais de outras companhias, bem como pessoas que trabalham em órgãos governamentais e universidades, por exemplo.

Redução de custos

Como consequência da redução no tempo entre o desenvolvimento e a comercialização de um produto, tanto a empresa como os seus parceiros de inovação reduzem os seus custos. A inovação aberta promove, além do intercâmbio de conhecimentos e tecnologias, um ambiente de benefícios mútuos.

Dado o contexto, as empresas startups configuram como bons parceiros de inovação. Esse é um modelo de negócios fortemente caracterizado pela tecnologia e, em muitos casos, por orçamentos limitados e pouca variedade de serviços.

Por isso, a inovação aberta se faz tão importante nesse sentido, uma vez que essas startups estabelecem parcerias com empresas já consolidadas no mercado, reduzindo os custos e diminuindo os riscos para ambas as partes envolvidas.

A inovação aberta é um paradigma que pode ser considerado disruptivo. Como foi visto, firmar uma parceria é de grande importância dentro do contexto da open innovation, uma vez que, entre outras coisas, reduz custos e o tempo de concepção de um produto. Nós da GO.K somos uma consultoria especializada e que pode ajudar o seu negócio a alcançar a excelência na concepção de novas soluções, bem como gerar satisfação ao consumidor.

Gostou de conhecer sobre a inovação aberta? Para saber mais como a consultoria da GO.K pode ajudar o seu negócio, entre em contato conosco!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.