O que é Pix? Entenda como funciona o pagamento instantâneo

A tecnologia pix, pagamento instantâneo, é a novidade do momento no universo das transferências bancárias. Com esse novo padrão, criado pelo banco central, as operações serão modernizadas, com maior foco em autonomia e controle do usuário. Assim, será possível combater um dos grandes problemas do setor, que é a burocracia para os processos cotidianos.

Nesse sentido, empresas do ramo que desejam inovação precisam ficar atentas ao que esse conceito representa e como podem alcançar resultados com ele. Com o conhecimento das vantagens do pix, é possível se preparar para adotar esse paradigma e oferecer melhores condições e oportunidades para os consumidores, o que garante melhor experiência e processos otimizados. 

Além disso, representa um avanço rumo à transformação digital. Se quiser descobrir o que é esse conceito e quais as suas vantagens, continue a leitura dos próximos tópicos!

O que é o pix?

O novo padrão de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central é uma tecnologia para substituir outros meios comuns, como o DOC, o TED e os boletos. Foi anunciado em fevereiro e começará a ser usado em novembro. Trata-se de um método único que será usado por todas as entidades financeiras. 

O seu grande diferencial é trazer uma estratégia de transferências em tempo real, de modo digitalizado e gratuito. Essa abordagem nova dispensa a necessidade de compensação bancária, por uma entidade intermediária. Assim, permite negociações de todos os tipos: pessoa para pessoa, pessoa para empresa, empresa para empresa e muito mais.

O método de funcionamento, que preza por operações rápidas e flexíveis, sem intermediários, lembra muito a transferência de criptomoedas, com base em blockchain. Contudo, vale destacar que o pix não utiliza blockchain, e sim uma forma de controle centralizado do banco central.

Com essa tecnologia, usuários e empresas conseguirão pagar contas, transferir dinheiro diretamente, bem como realizar compras em grandes centros comerciais. Tudo isso de forma prática e facilitada, com o controle realizado por meio dos celulares e de contas digitais.

Para garantir essa agilidade, o novo método contará com a participação de diferentes entidades:

  • um participante direto, que é um banco ou instituição financeira conectada ao Banco Central;
  • um participante indireto, que são fintechs e contas que não tem relação com o BC, mas são ligadas ao pagador e receptor;
  • o próprio Banco Central, que realiza a intermediação entre os participantes diretos;
  • um provedor de serviço, os softwares que permitem iniciar o processo, uma vez que neles estão as contas do usuário.

Se as transferências atuais, principalmente com DOC e TED, precisam de compartilhamento de dados pessoais entre os envolvidos, o pix vai eliminar essa necessidade, ao apresentar mais opções aos usuários. Isso é fundamental para otimizar a experiência deles.

Com o pix, será possível transferir com QR Code, com chaves pix e com os próprios dados pessoais à moda antiga. O QR Code será lido por quem deseja efetuar o pagamento, já a chave pix é composta por dados específicos e únicos que serão como uma senha de cada conta para permitir as transações.

As chaves pix poderão ser: CPF ou CNPJ, e-mail, número de celular, bem como uma chave aleatória, composta por números e letras em um código. Cada usuário poderá ter até cinco chaves por conta; ao passo que cada pessoa jurídica poderá contar com até vinte chaves por conta bancária. 

Quais as vantagens do pix?

Nesta seção, vamos discorrer sobre as principais vantagens desse novo método de transação para que você entenda ainda mais como vai funcionar.

Powered by Rock Convert

Mobilidade

Um dos benefícios mais relevantes sem dúvidas é a mobilidade. O novo sistema permitirá pagamentos e transferências realizadas diretamente de um smartphone, a qualquer momento, em qualquer lugar. 

Desse modo, a empresa poderá otimizar os seus processos, com transações rápidas e ágeis, sem burocracia. É possível oferecer essa vantagem também para os clientes e obter mais negociações também, com uma experiência satisfatória.

Disponibilidade

Como já falamos, o grande diferencial dessa tecnologia é a sua disponibilidade. As transações poderão ser realizadas a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana, até mesmo em feriados e fins de semana. Assim que for efetuada a operação, com o pagamento devido, o dinheiro já cai na conta em segundos. É uma estratégia incrivelmente prática e flexível, que vai eliminar todas as dificuldades associadas. 

Isso é um grande avanço comparado principalmente com o cenário atual, em que o usuário precisa esperar determinadas horas do dia ou dias da semana para transferir ou ainda esperar alguns dias para receber o seu dinheiro. 

Segurança

Contudo, é importante ressaltar que não houve só avanços na questão da agilidade: a segurança também ganhou reforço. Com as novas operações, ainda vai haver autenticação e criptografia, o que ajuda a assegurar proteção.

Além disso, o novo paradigma representa a possibilidade de transferir quantias sem precisar expor dados pessoais, de modo a evitar fraudes e ação de mal-intencionados e preservar ainda mais a privacidade das pessoas.

Em adição a isso, é fundamental destacar que a tecnologia também envolve conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados, principalmente no quesito de sigilo bancário prescrito pela lei.

Multiplicidade de uso

A flexibilidade e versatilidade desse método provavelmente serão as causas da adoção em massa. Afinal, é uma estratégia que permite uso em diversos contextos diferentes, como pagamentos de pessoa para empresa, de empresa para empresa, de empresa para órgãos governamentais, de pessoas para órgãos governamentais, e muito mais. Pode ser usado para pagamentos, bem como para recolhimento de impostos e taxas de serviço.

Gratuidade

Outra grande vantagem que chama a atenção para o pix é certamente a gratuidade. As transferências realizadas por pessoas físicas não vão envolver nenhum tipo de tarifa, a fim de tornar o processo ainda mais veloz e satisfatório.

No caso de pessoas jurídicas, não houve um consenso acerca da taxa que será paga ainda, contudo, algumas entidades podem isentar os usuários CNPJ de tarifas.

O pix — pagamento instantâneo —, ferramenta de transferência do Banco Central, é uma novidade que já está movimentando o mercado. É necessário saber como ele vai operar e quais serão os seus impactos para entender como adotá-lo em sua empresa. É fundamental também contar com o apoio de uma organização especializada, como a GO.K, para digitalizar os processos financeiros e otimizar o cotidiano de sua companhia.

Agora que você já sabe mais sobre esse assunto, não deixe de entrar em contato com a GO.K e entenda como a empresa pode ajudar você!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.