Métricas de produtos digitais: veja por que e como acompanhar!

Lançar um produto digital requer ações que vão além da parte técnica de seu desenvolvimento. Quando ele já está disponível no mercado, é necessário saber como anda o seu desempenho de vendas, qual a relação entre investimento e retorno entre outras informações. Tudo isso pode ser conseguido usando as métricas de produtos digitais.

Neste artigo, você verá do que se trata esse conceito. Ao lê-lo, você saberá porque é tão importante acompanhar o desenvolvimento de um produto “em campo”. Percorrendo a leitura, você conhecerá importantes métricas que são capazes de dizer a uma organização se sua empreitada digital está sendo viável financeiramente. É isso que norteia as ações de uma companhia.

Não perca mais tempo e leia agora mesmo!

Qual é a importância de acompanhar as métricas de produtos digitais?

Existe uma frase que é bastante comentada no meio corporativo. Ela diz que “aquilo que não pode ser medido não pode ser mensurado”. Isso remete ao uso de métricas que são artifícios criados para mensurar o desempenho de um produto digital por meio de dados quantitativos e também qualitativos.

Sem esse tipo de ação não há como saber se as estratégias adotadas estão sendo frutíferas ou não. É como andar por uma floresta sem qualquer tipo de instrumento de auxílio, como uma bússola, por exemplo. Ao lançar um produto digital ou quando uma empresa decide se lançar na rede, é necessário que as avaliações das ações sejam medidas por meio de métricas de avaliação.

Especialmente quando o assunto se trata do mundo virtual, existem alguns meios de medida de desempenho que são características desse ambiente. Na verdade, essa é uma grande vantagem que o meio digital fornece, que é a possibilidade de metrificar praticamente tudo. Desde o número de visitantes em um site até mesmo o sucesso de uma campanha de divulgação do produto, quase tudo pode ser medido para posterior análise e otimização.

Essa pode ser a chave que determina o sucesso ou o fracasso de uma empreitada digital. Empresas que não se preocupam em metrificar seus resultados dificilmente conseguem alavancar seu desempenho. É a frase citada acima sendo posta em prática, pois como melhorar algo sobre o qual nem sequer se sabe se está indo bem ou mal? Antes disso, devem ser implementadas as métricas que serão explicadas no decorrer deste artigo.

Quais são as principais métricas de produtos digitais?

Acompanhe a seguir a descrição das principais métricas aplicáveis a produtos digitais.

CAC

A sigla é a abreviação de custo de aquisição do cliente. Essa métrica remete ao valor gasto em estratégias de marketing para fazer com que um determinado consumidor compre o produto digital em questão. Seu valor pode ser alcançado somando-se o custo de venda do referido produto com o custo de marketing envolvido em campanhas de atração e retenção de clientes que fecharam negócio com a empresa.

Powered by Rock Convert

Avaliar o CAC pode revelar para uma organização se vale a pena ou não manter no portfólio um determinado tipo de produto. Essa avaliação é conseguida observando em qual nível se encontra o valor de CAC. Caso esteja muito alto, pode ser que nem sequer compense oferecer o produto ao mercado em geral. Já se o contrário for verdade, significa que os esforços de marketing estão sendo bem-executados e que o produto se mostrou lucrativo para a corporação.

LTV

Já o LTV vem da abreviação de uma expressão em inglês que significa valor do tempo de vida de um cliente — lifetime value. Essa métrica mostra duas informações importantes ao mesmo tempo: o tempo que um cliente passa sendo cliente de uma empresa e o valor que ele gasta enquanto dura essa parceria. São dados valiosos que servem para nortear as ações de marketing, inclusive.

O LTV pode ser “casado” com o CAC para montar estratégias eficientes de aquisição de clientes. Sabendo-se quanto cada consumidor despende em recursos financeiros com um determinado produto digital, é possível ser mais acertado nas campanhas (e consequentemente nos gastos) para trazer pessoas que o consumam.

Estratégias mais inteligentes podem ser feitas também, como, por exemplo, quando o cliente não retorna de imediato o investimento feito para sua aquisição, mas o valor acaba vindo com um maior LTV que ele dispõe, ou seja, o retorno maior vem apenas com o tempo que ele passa sendo cliente da empresa.

ROI

Existe uma maneira bastante simples e objetiva de definir o retorno sobre o investimento — return on investment: podemos dizer que ele representa o dinheiro auferido para cada 1 real gasto com um determinado tipo de produto digital. Ou seja, computa-se o valor gasto em desenvolvimento, marketing, estratégias de lançamento e outras mais e compara-se com o montante faturado depois que o produto fica disponível no mercado.

Trata-se de uma métrica bem simplificada e que fornece uma visão geral sobre os esforços financeiros dispendidos. No final das contas, o ROI é capaz de mensurar se houve saldo positivo em tudo que foi feito ou se houve prejuízo no produto digital lançado. É a tradução da rentabilidade trazida pelo emprego do capital em determinada estratégia referente a um produto.

Taxa de conversão

A venda de um produto digital passa por diversas etapas. Antes de se tornar cliente, uma pessoa precisa ser atraída a pelo menos conhecer o produto. E é natural esperar que nem todos os atraídos se tornem clientes, apenas uma parte deles.

É justamente essa parcela de pessoas que passam de simples interessados a clientes que é mensurada pela taxa de conversão. Ela mostra o potencial que um produto digital tem em converter leads em clientes de fato. Quanto maior ela for, maior será o desempenho do produto em questão. Quanto mais rápida a conversão acontecer, melhor o produto converterá também, pois isso mostrará que não demora muito até que uma pessoa atraída venha a consumir o produto.

As métricas de produtos digitais são ferramentas eficientes no momento de mensurar o desempenho de um produto digital dentro de uma corporação. É natural que uma empresa tenha diversos tipos de produtos em seu portfólio e aplicar as métricas a cada um deles pode mostrar quais são os “carro-chefes” de uma companhia. Isso permite reforçar ações de marketing sobre os produtos de maior venda, ao mesmo tempo que é possível corrigir ações junto àqueles que ainda não performam tão bem assim.

Gostou do conteúdo? Então, curta a nossa página no Facebook e ajude a ampliar os conhecimentos sobre as métricas dos produtos digitais!

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.